Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música Sentimentos e Desabafos

[Diego 157]
Blasfêmia, dizer que o que componho é utopia
Inveja, sentimento que corrói a harmonia
Traição, ação covarde dos fracos
Insurreição, rebelião que herdamos do passado
Falsidade, ato vergonhoso pra quem a pratica
Lealdade, enriquece o ser humano e o edifica
Mãe, espelho do verdadeiro amor
Favela, lugar onde o inimigo nos confinou
Nossos filhos quem são, A cria Rebelde
O artigo dos sanguinários, 157
A vida, traiçoeira e não um mar de rosas
A fuga, viajar intensamente nessa prosa
Amigo, me ouça e aceite o convite
Revolução, é organizar-se e partir pro revide
O crime, profissão que a cada dia cresce
Cadeia, redoma que mata e enlouquece
O rap, estilo musical que incomoda
Sai fora, você que pensa que o bagulho é moda
A história, camuflada por quem se opôs a gente
Enfrente, frente a frente, quem algema o afrodescendente
Infelizmente, ainda temos que brigar por liberdade
Pelo resgate, do que nos foi tirado com arbitrariedade
Verdade, seja dita mesmo que machuque
Mentiras, são trevas corrompidas pelas luzes
O espírito, algo que deve sempre estar firme
Quando abatido, lembrar que a mágoa não nos deixa livre
Insista, persista, pra alcançar o que deseja
Não desista, se ao invés do trunfo obter a perda
Cresça, em cima do seu erro e batalhe
Vença na humilde e deixe que o invejoso falhe
Não se cale, diante o que não lhe convém
Vem, conosco a logística é CCEM

[Refrão]
Sentimentos, desabafos, pensamentos, relatos
Ousadia, risco, poesia, estilo. 2X

[Man-duim]
Avante, guerreiro porque esperar não é saber
Levante, não desande enfrente o torturante poder
Você, é aquilo que pensa então vença o capataz
Sem regresso, olhar sincero sei que você é capaz
A paz, foi corrompida nos corações de pedra
A guerra, impera e qualquer falha já era
Para frente, lado a lado em união marchamos
Resistente, indignados a mão armada brigamos
Quem somos, tudo aquilo que a burguesia detesta
Quem fomos, aqueles que sempre quebraram as regras
Que assim seja, hoje, amanhã e sempre
Deus proteja, o guerrilheiro que no combate ao se rende
A sangue frio, dizimaram a população indígena
1500 Brasil, portugueses genocídas
E em seguida, seqüestraram o braço forte da nação
Iorubás, Gegês, Haussás, sim nossos irmãos
E hoje, segue a sina e não se diferencia
Os calabouços, são os presídios e as delegacias
A alforria, depende de quem não nos representa
Em cena, o tal juiz que descende de família inglesa
Veja, o abismo que separa as classes sociais
E entenda, porque ignoram os direitos iguais
Para mim, a elite é podre e não me serve
Sendo assim, acredite sigo fiel a plebe
Se negue, a fazer o jogo sujo que te oferecem
Não se entregue, fique firme até que ao conflitos cessem
Ousadia, atrevimento que herdei ancestralmente
Periferia, escola que forma alienados e sobreviventes
Para sempre, ecoarei o desabafo necessário
Que repreende, os tiranos e saúda os revolucionários
Abraço, os ideais que correspondem e libertação
E me envolvo, sedento para nossa evolução

[Refrão]
Sentimentos, desabafos, pensamentos, relatos
Ousadia, risco, poesia, estilo. 2X

Sobre Sentimentos e Desabafos

A música Sentimentos e Desabafos, de 157 Nervoso e produção de DJ Leandro Vitrola, foi lançada no disco A Cria Rebelde, em 2009.

O que você achou de Sentimentos e Desabafos?