Ouça na sua plataforma preferida!
    Média

    0

    10 baseada em 0 votos.
    Avalie:
    Você ainda não votou.
    Aguarde...

    Faça o login para votar.

    Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

    Letra da música Sou Função (Remix)

    [Sample: Regina Casé entrevista Costa a Costa]
    Qual é a receita para ser uma música que todo mundo gosta, que vai no show, que compra um CD?

    [Gancho: Nego Sub]
    (Mixtape)
    Hey, esse som é louco, ein
    DuNego Records (mixtape)
    Vem que vem, dinheiro eu quero, ha-ha
    Uma linda mulher e um belo castelo (Costa a Costa)
    E aí, vamo fazer o nosso ou não vamo? (Mixtape)
    A gente tem que fazer nossa parte nesse bagulho aí
    Tá ligado? (DuNego Records, mixtape, Costa a Costa)

    [Interpolação: Mano Brown]
    Eis o doce veneno, vivendo e vivão
    Um dia por vez, sem pressa, fui nessa, negão
    Sou função
    (Isso aqui é Dinheiro, Sexo, Drogas e Violência de Costa a Costa)

    [Interpolação: Função]
    Sou o que sou, vivo aquilo que falo
    Meu rap é do gueto e não é pros embalo
    Vagabundo, se for pra somar chega aí
    Paguei pra entrar e nunca mais vou sair (Diz Diz)
    Então venha que venha, dinheiro eu quero
    Uma linda mulher e um belo castelo (É jogo!)
    Sou o que sou, vivo aquilo que falo
    Sou o que sou, vivo aquilo que falo

    [Verso 1: Nego Gallo]
    Cruzei os beco no gueto, ponto sem meio, puto me vi
    Sem estudo e emprego é sem futuro
    Não nasci, me fiz vagabundo guerreiro
    Se o jogo é bruto, me fiz justo como o mundo
    Desci o morro e vim pra rua atrás da grana
    Eu tenho a manha, engano a morte, dei balão nos cana
    Levanto a ponta, eu tenho a fama
    De tirar da lágrima, forçar, conheço o drama
    Eu vi o sangue, eu vim das ruas daqui
    O desafio é grande, mas nada é impossível pra mim
    Eu sou DuNego contra o mundo pra subir

    [Interpolação: Função]
    Paguei pra entrar e nunca mais vou sair
    Sou o que sou, vivo aquilo que falo
    Sou o que sou, vivo aquilo que falo

    [Verso 2: Don L]
    Esse é o esquema, bota fé no bagulho
    E aí, chapa, no vai e vem, os dólar é pedra e bagulho
    Cê quer a seda e tudo que ela seduz
    É, e ela seduz
    Favela bota fé no bagulho
    Mas não esquece o bagúi, irmão
    Embaça não, não mete essa de sabidão (Viaja não)
    Não é apologia, nem demagogia
    Porque sou o que sou, boto a vida na rima
    Então, ficou claro, se é bom pra mim, eu encaro
    Porque eu sou o que sou, vivo aquilo que falo
    Se ligou, eu sou DuNego, e tem uns guerreiro por mim (Até o fim)
    Sou do gueto e faço é rir dos gadim (Deixa eles vir)
    Desse jeito, meu coração tá no gelo
    Eu fui o último e vim na intenção do primeiro
    Sangue bom, eu sou do Nordeste, tem uns guerreiro no sul
    (Fazendo algum) Não tem 1-7-1, tô vivendo o bagúi
    Se todo gueto é um gueto, eu não vim em vão, falou
    (Força e poder, drão, através do som, nêgo)
    Vim pra vencer e não fico de ilusão
    Eu piso nos cusão, eu sigo na função
    Então

    [Outro]
    Sou o que sou, vivo aquilo que falo
    Sou o que sou, vivo aquilo que falo
    (Isso aqui é Dinheiro, Sexo, Drogas e Violência de Costa a Costa)

    O que você achou de Sou Função (Remix)?