Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música Senhor Candidato

[Verso 1]
Vote em mim pra eu ter outra Lamborghini Diablo
Abastecida com a paisagem de barracas de usuários
Vote em mim pra eu comprar mais Rolex com pornô-turismo
Pondo preço em mulher e oferecendo pra gringo
Digite 171, espere meu retrato nórdico
E confirme você metralhando bar eufórico
Me eleja pra roubar direitos, te mandar pra Guarulhos
Tentando embarcar com dois quilos do bagulho
Na USP não aprendi gestão, só expressões faciais
Que comovem otários em programas eleitorais
Em close, choro pelo bebê sem LOAS, respirador
Para garantir Bariloche esquiando com jogador
Autêntico herdeiro, prometo investir no cidadão
Eleito, vou por criança em estande de tiro, construir prisão
Abaixar a maioridade penal porque não afeta meu filho
Em minutos, tá no game após carbonizar mendigo
Mesmo rico, vou fazer cargo público profissão
Apagar ditadura nos livros da educação
Se precisar completo o custo pra campanha política
Com helicóptero do meu pai com tablete de cocaína
Depois da apuração não vou imitar macaco
Só produzir três negros mortos pra cada branco assassinado
Seja estúpido, cole o banner no seu barraco
Do boy malvado preferido, eu, seu candidato

[Refrão]
Vote em mim, vote em mim, sou seu candidato
Um boy que depois de eleito vai te dar um caixão lacrado
Prometo jogar polo com cavalo mangalarga
Enquanto a Klan armada queima cruz na sua quebrada
Vote em mim, vote em mim, sou seu candidato
Um boy que depois de eleito vai te dar um caixão lacrado
Prometo jogar polo com cavalo mangalarga
Enquanto a Klan armada queima cruz na sua quebrada

[Verso 2]
Sem favelado na corrida eleitoral
É bexiga branca por finado e corte em programa social
É assim que o político não acaba na viatura
Mesmo cometendo crime de apologia à tortura
É assim que político comemora funcionário fantasma
Com acompanhante de luxo, champanhe com vela, cascata
Faça boca de urna pra eu ter o melhor emprego da vida
Trinta conto e jornada de terça à quinta
Abrace o meu apelido apelativo, “fulano trabalhador”
Me de auxílio-moradia, terno, puta e licor
Ouça meu jingle chiclete tocando de Norte a Sul
A-E-I-O-U, eleito ponho no seu cu
Com seu apoio, aluno vai querer escavadeira
Pra pegar o caixa do BB e abrir na furadeira
Com seu apoio, vou entregar metralhadora, fuzil
Pro seu filho ser encontrado boiando no rio
Confie em mim: no palanque, amo as minorias
Fim do pleito: foda-se negro, pobre, gay, feminista
Sou burguês, meu compromisso é quitar financiador
Com licitações, obras, dinheiro no exterior
Vou ter comitê na área onde nunca pisei
Onde moram os funcionários que eu sempre humilhei
Mesmo partidário do genocídio no seu bairro
Vai me querer te representando como seu candidato

[Refrão]
Vote em mim, vote em mim, sou seu candidato
Um boy que depois de eleito vai te dar um caixão lacrado
Prometo jogar polo com cavalo mangalarga
Enquanto a Klan armada queima cruz na sua quebrada
Vote em mim, vote em mim, sou seu candidato
Um boy que depois de eleito vai te dar um caixão lacrado
Prometo jogar polo com cavalo mangalarga
Enquanto a Klan armada queima cruz na sua quebrada

[Verso 3]
Não vejo a hora de pegar verba do gabinete
Pra acionar o corretor do meu novo palacete
Vou manipular TV, perseguir imprensa
Verba publicitária pra quem ajudar a foder a previdência
Serei um Unabomber no jato executivo
Articulando incursão com mandado coletivo
Minha polícia vai revistar sua mulher acariciando
E, se você reclamar, gás de pimenta no ânus
Qualquer um que usasse meio intelecto
Já teria mandado os políticos ricos pro inferno
Já teria amarrado explosivo, tic tac explodiu
Prometeu e não cumpriu foi pra puta que pariu
Eleito não vem com passeata, cartaz me ofender
Vou chacinar seu povo porque você quis me eleger
Me viu branco com botox no horário eleitoral
E pensou: “esse burguês engomado é o candidato ideal”
Se no final for preso, faço delação premiada
E termino cumprindo pena no conforto de casa
Quando eu morrer, o trágico fica engraçado
Pra aprisionar e dizimar honras de chefe de estado
Você só vai ter democracia representativa
Quando a política for dominada pela periferia
Até lá vai continuar sendo massacrado
Por ditadores sanguinários como eu, seu candidato

[Refrão]
Vote em mim, vote em mim, sou seu candidato
Um boy que depois de eleito vai te dar um caixão lacrado
Prometo jogar polo com cavalo mangalarga
Enquanto a Klan armada queima cruz na sua quebrada
Vote em mim, vote em mim, sou seu candidato
Um boy que depois de eleito vai te dar um caixão lacrado
Prometo jogar polo com cavalo mangalarga
Enquanto a Klan armada queima cruz na sua quebrada

O que você achou de Senhor Candidato?