Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música Rap Du Bom (Remix)

[Verso 1]
Quem é sangue-bom, se liga no som
Aumenta o volume que é rap do bom
Vai acertando o grave, o médio, o agudo
Rap nacional, esse é meu mundo
Não sou o Nil, e nem o Dablio, hã
Mas o meu verbo também é pesado
Eu quero ouvir um som que seja do arregaço
Igual DMN cantando Homem De Aço
Rap é o som, agora é nossa vez
É, a todos os manos de fé, Potencial 3
Rimas precisas igual ao Big Ben
Como RZO rimando Rap Do Trem
Possemente Zulu, São Paulo zona sul
Há tempos se alertou, chegou a hora do… bum!
Rap é o som, a fórmula da paz
É, um abraço à família Racionais
Te apresento meus amigos de lá da minha quebrada
Thaíde e DJ Hum também estão na área
A noite tá da hora, é, só gente bamba
De Menos Crime, Consciência Humana
No pavilhão 7, no Carandiru
509-E, o barato é louco
E os mano e as mina, de mãos para cima
Xis, Dentinho e Randal cantando De Esquina
[Refrão]
Quem é sangue-bom, se liga no som
Aumenta o volume que é rap do bom
(4x)

[Verso 2]
Chegaram Ruth, Carolina, Beth, Josefina
Pepeu colou na banca com uma pá de mina
Na ponte aérea vem chegando um mano do Rio
O Mensageiro da Verdade, MV Bill
Enquanto Marcelo D2 tá só tirando onda
Queimando tudo, mermão, até a última ponta
De rolê em SP com Z’África Brasil
Dizendo que sub-raça é a puta que o pariu
X do Câmbio Negro é quem tá chegando agora
Chamou o GOG pra fazer um som da hora
São Bernardo também está na pista
Estão chegando na área os Alquimistas
É linha de frente, o bicho vai pegar
No axé, na fé, Tribunal Popular
Respeito sempre terá que prevalecer
Código Fatal, Sistema Negro, Pulga do ABC
Criminal D e Camorra, meus aliados
Alvos da Lei, Som de Assalto, Cano Serrado
Em Santo André os manos tem o dom
Ritmologia, Polemicaos, Armagedon
SP Funk, faz sopa de letrinhas
O som bate pesado, é tudo que eu queria
A festa tá da hora, só sangue-bom
Os manos e as minas, se liga no som
[Refrão]

[Verso 3]
Se o mundo inteiro pudesse me ouvir
Filosofia de rua seria escutar rap
Som De Drão, só pra bam-bam-bam
Lino Crizz e DJ Dri, Jigaboo, Duck Jam
Na correria, só fita de mil grau
Conexão do Morro, Doctors, Vítima Fatal
Rap chegou, e dominou o mundo
Organização Xiita, é, quebra tudo
Lá da ONU já me passaram fax
Departamento Freestyle, chamaram Max
Sujeito homem tem que ter inteligência
Pra se alistar no batalhão do Conseqüência
Pois rap é compromisso, não é viagem
Um salve para o sangue-bom Sabotage
Nota zero pra Justiça Federal
Que censurou o Facção Central
As mina rima, ô, não se esquece
Visão de Rua, Sharylaine, Lady Rap
Pedindo a bênção pra todos vocês
Rap gospel, APC 16
SNJ, no mundo da lua
Rola RPW e todo mundo pula
E se alguém ficou de fora, não esquente
Já diz Natanael, irmão
[Refrão]

[Outro – Começa em 5:36]
Acho que o Rap tá amadurecendo e cada vez mais vai ser assim
Os músicos, as participações das outras pessoas
Eu acho que o Rap tem que ir por esse caminho
Virar cada vez mais Música Popular Brasileira
Eu, eu sou músico, eu estudei música
Comecei tocando em fanfarra, banda marcial
Eu toco trombone, então eu sei ler partitura
Então, é um negócio que eu sempre tive na minha cabeça
De que o Rap precisava ser mais musical, musicalmente mais rico
Então por isso eu quis utilizar todas essas pessoas
Quis utilizar tudo isso daí
Eu acho que o Rap tem que se fortalecer quanto a um estilo musical
Mostrar que o Rap pode ter várias vertentes, várias saídas
Acho que o Rap vai conseguir formar um seguimento mesmo
E virar estilo musical respeitadíssimo aqui dentro do país
Eu vejo assim, o repente como a primeira forma de Rap no Brasil
Eu acho que o repente é o Rap que já existia
E que ninguém prestava atenção
Pelo menos aqui nos polos, Rio, São Paulo
É muito importante lembrar que os primeiros rappers foram os repentistas
Eu gosto muito de falar com o meu povo
Que é o povo preto, o povo pobre, o povo oprimido
Espero né, que o pessoal curta o meu trabalho
E quero avisar a todos os navegantes do trabalho do Rappin’ Hood
Posse Mente Zulu não acaba não
Esse trabalho é Rap de raíz, né
É Rappin’ Hood na área, rima pesada, som pesado
Mas ao mesmo tempo num contexto geral, pra todo mundo
Dos 8 aos 80, preto, branco, amarelo, vermelho
É isso

[Oração – 7:32]
Zumbi, Rei dos quilombos dos Palmares
Protetor dos oprimidos
Em nome do guerreiro defensor de uma raça forte e oprimida
Que por sua humildade benevolente se tornou escrava do mundo
Zumbi, dai nos sua proteção, a sua força, dai nos a sua coragem
Para batalha final vitoriosa da nossa emancipação
Juntos marcharemos entoando o hino da libertação do nosso lar
Nosso emprego, nossa sociedade e o nosso torrão natal
Assim seja, amém

O que você achou de Rap Du Bom (Remix)?