Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música Cortando o Mal Pela Raiz

[Verso 1: Dum-Dum]
Caralho, nem brinca que cê tá grávida
Há quanto tempo a menstruação tá atrasada?
É bom dar negativo o teste da farmácia
Se não arranco o embrião do seu útero na navalha
Por lei, o aborto é permitido no caso de estupro
Ou se a mãe ou o bebê correrem risco
Pra esse feto é risco eminente de não ter berço
Nan, chocalho, mamadeira, casaquinho de lã
De no PS dividir com outro nenê o colchão
Com coqueluche, sarampo, desidratação
Não quero outro com plástico na cara sufocando
Com porco perguntando, e o esconderijo do bando?
Com calafrio do cacetete batendo no escudo
Ouvindo gritos de choque, passos de coturno
Que vai ter plano de saúde golden cross a mil
Se eu bater a AK no seu vidro, psiu, nem um piu
Não sou pior que o médico da eutanásia
Decide o que fica na UTI, e o que vai morrer em casa
Me julga aí, último país a abolir a escravatura
Que escraviza bolivianos na máquina de costura
Sou mais viver com a chaga, carregar o carma
Do que por mais ossada, na cova rasa
Perdoe Deus se eu tiver matando uma Elis
Mais prefiro cortar o mau pela raiz

[Refrão x2]
As lágrimas não vão molhar seu rosto
A pólvora não vai queimar seu corpo
Não vai ser torturado, nem envelhecer no X
Eu vou cortar o mau pela raiz

[Verso 2: Dum-Dum]
Na urina o teste ficou na cor rosa
Gravidez confirmada, é foda
Vou pro controle de natalidade chinês rigoroso
Mulher com 2 filho morre se não fizer o aborto
Psicopata é um grande enigma médico
Atenção, psicanálise, vou desvendar o mistério
Nascendo no aterro sanitário meu filho vai matar
Cortar orelha até montar, colar pra usar
Querubim vira Frankstein, bate no para-choque
Se o cu parar pra ocorrência, sobe o Corolla do lock
Que usa pele tirada do animal ainda vivo
Não preciso ser do Greenpeace, pra querer dá um tiro
Não chora, vê a geladeira sem uma cebola
O sofá saindo espuma, o fogão 2 bocas
Sem luz não tem TV, Chaves e Chiquinha
Pra que o 4º filho no banho de canequinha
O Estatuto da Criança e do Adolescente na prática
Te torna autodidata em manuseio de automática
Artesão de granada em tubo de creme de barba
Em mais um no parlatório, cadê o alvará advogada?
É do berçário pra Febem, depois penitenciária
Da penita pra Bernardes, de Bernardes pra vala
Não tem Criança Esperança, ajuda humanitária
Um mês de gestação, tá no prazo de ir pra privada

[Refrão x2]
As lágrimas não vão molhar seu rosto
A pólvora não vai queimar seu corpo
Não vai ser torturado, nem envelhecer no X
Eu vou cortar o mau pela raiz

[Verso 3]
O que chamam de covardia, pra mim é gesto nobre
Não tô brincando de Deus, não clonei a ovelha Dolly
Me sinto a mão na alavanca da cadeira elétrica
O carrasco acionando a guilhotina na plebeia
Mas sou melhor que o cusão que não paga pensão
Drink pras vacas e o filho morre de inanição
Mentor do Golf capotado depois da derrapagem
Seu filho em fuga do Garra, herda as ferragens
Na sala de sutura, na maca o martírio
O civil arrebenta os pontos, soco no curativo
Dar a luz só pode ser um ato sensato
Num mundo sem morte por pinga de 50 centavos
Sem toque de recolher, até às 10 pode subir
Atrasou, descola um campo de refugiado pra dormir
Sem gerente da boca catando bulova na paulista
Pra repor o pó que deu no acerto com a policia
Num mundo que não gire em órbita do rico bombado
Que na academia injeta hormônio de uso veterinário
Tomou cytotec, coca-cola com anador
Chá de maconha com anador e nada adiantou
Induzi, fiz ela se jogar da escada
Mas na linha torta, Deus escreveu sua palavra
Nasceu com três e cem, de parto natural
Faltando membros e com síndrome de Down

[Refrão x5]
As lágrimas não vão molhar seu rosto
A pólvora não vai queimar seu corpo
Não vai ser torturado, nem envelhecer no X
Eu vou cortar o mau pela raiz

O que você achou de Cortando o Mal Pela Raiz?