Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música Vai GOG!

Pode crer, vou falar
Coisas que você pode até não gostar, estranhar, se perguntar?
Quem é esse GOG? Vê se pode? Qual é a desse cara?
– Mas não estou para agradar,
Realidade como está, tá difícil aguentar…
Altos pano massa!
Eu não vejo graça, chegado. Tudo importado.
Meu Brasil é mesmo uma colônia americana,
Andando pelas ruas, não entendo nada,
É raro ler um nome em português nas fachadas.
E o inglês barato, chegado, muitas vezes, errado.
Bem lembrado, um mal que necessita ser curado.
Continua nas camisetas, nas jaquetas, nas calças.
Eu podia citar até mais, mas já basta.
É a morte cerebral tomando conta da rapaziada!
É a morte cerebral tomando conta da rapaziada!
– Pode crer vou falar. Vou, vou, vou dizer verdades!
Falo disso com autoridade, é verdade. Tenho culpa nisso.
Prova disso, meu primeiro disco trás na capa estampado.
– Quem?
Eu e meu boné importado.
A galera pirou, elogios de todos os lados.
E pouca gente lembrou:
– E o nosso público alvo?
É!
O pobre, o analfabeto, o preto com ancestral escravo,
Que junta um troco, dando um duro danado,
Centavo por centavo durante meses.
Mal sabe ler, não quer nem saber.
Quando pinta a intera, não pensa duas vezes
Vai na loja, leva o play, e diz pro vendedor:
– Quero um boné igual a esse.
Pouco importa o que está escrito,
É igual ao do artista favorito,
Um cara que fala pela Periferia, exige melhorias.
Tudo perfeito,
Tudo bonito, mas….
– Pressentiu o perigo?
Trabalhamos por uma revolução de brasileiros
E formamos, a meu ver, um batalhão de gringos.
Pode crer vou falar. Vou, vou, vou dizer verdades.
Os caras devem rir, nos chamar até de idiotas pelas costas
Quando pisam aqui e nos vêem usando suas roupas, não as nossas.
Pouco conhecem daqui,
Só Amazônia, Ipanema, Copacabana,
O índio sem espaço, a mulata boa de cama,
Terra do besteirol, mundo do futebol
E pra jogar os falsos argumentos pelos ares.
– Prepare-se!
Sabia?
Pra eles, a capital do Brasil é Buenos Aires.
E, de todas essas frases, vou te dizer a mais grave,
E que me provoca uma ira louca,
É ver a playboyzada curtindo Ice Cube usando nossas roupas,
Efeito exatamente contrário do há anos temos pregado,
Não sou somos donos de nada,
Não quero ser o rei da parada,
Mas pergunte a 10 deles a origem de tudo,
Todos 10 ficaram mudos!
Pois não estão nem aí, só querem curtir nosso som,
Zonear, fumar, transar com as mina.
Aí fico tão p que não encontro rima…
Aí fico tão p que não encontro rima.
Pode crer vou falar. Vou, vou, vou dizer verdades.
É preciso dizer o que ninguém nunca disse,
E quem parar pra pensar vai sacar:
GOG não fala tolices.
Temos que valorizar o que é nosso,
Não ter remorso de mudar enfim.
Ninguém é o dono da verdade. Não falei por maldade,
Temos produtos nacionais, eu sei, com relativa qualidade,
Mas, se a gente começar a usar,
Os caras vão sacar, e isso tende a melhorar.
Jogar seus pano importado no mato,
Perder de bobeira um troco adoidado?
– Peraí, chegado!
Eu poderia até dizer que sim,
Mas, com tanta gente sem nada, isso iria ser ruim.
Claro que você pode usar, mas, daí, a massificar é mais complicado.
Os caras se julgam os donos do mundo.
Será o Brasil mais um território anexado?
Vê se entende!
E, quando comprar, daqui pra frente,
Consuma como um cara consciente.
Em cada 10 que levar, leve 10 produzidos aqui pela gente,
Vamos fazer como Zumbi, e acrescentar alguns ingredientes,
Vamos ser reconhecidos como retrato fiel da nossa gente,
Cartão postal de um povo,
Aí, sim,
Olha o negro criando, inventando, inovando de novo…

Sobre Vai GOG!

A música Vai GOG!, de GOG e produção de DJ Raffa, foi lançada no disco Dia a Dia da Periferia, em 1994.

O que você achou de Vai GOG!?