Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música O Rádio

[verso 1: Sandrão]
Muda de rádio, eu já não aguento mais
Ouvir tanta merda
Poucas opções, FM já não presta
Um veículo poderoso e importante
É ignorante, sempre quer mais, bastante
Onde só tem oportunistas, só incompetentes
Atrasam nossa gente, mente doente
Compreende, me entende
Querem foder sua mente
Eu tô legal (sente), vou seguir em frente
É coisa do sistema, demora pra agradar
Faz tudo pra dominar, mas aqui não rola mais…
Já deu demais, tô legal eu quero é mais
Eu quero “som da periferia” (som da periferia !)
E agora me diga: quem toma bica… ?
Quem fica com o nó na tripa ?
E agora me diga quem fica com a grana, Quem fica ??
E você aí parado escutando ..
E chega a conclusão que não tem nada a ver
Com o seu cotidiano…

[Refrão: Helião + Sandrão]
Bom som periferia
(muda de rádio já estamos enjoados…)
Bom som periferia
(som da periferia é lógico…) [x2]

[Verso 2: Helião]
É “Cosa-Nostra”, gravadora independente
Estamos aí então, com multinacionais
Que sempre dependem da FM
Que se vende até a alma…
É tipo assim: se você tem uma música
Tipo insignificante, uma merda, sem futuro
Se pagar, vai tocar direto e reto…
Eu lhe asseguro. um troço sem cultura
Sem pé nem cabeça, nem me interessa, descarto…
Eu não sou otário, e não entro de embalo
Eu acho que o FM é importante, é claro…
Mas aproveito mais, escutando as rádios piratas
Que pra nós são as rádios: COMUNITÁRIAS …
Quero cultura volta de cá, você nem acredita
Que é o som da periferia… ?

REFRÃO

[VERSO 3: Helião]
Onze horas da manhã, tipo domingão
Saio no rolé, já cansei de ter a mesma
Visão: carangas sendo lavadas por
Seus devidos playboys, no rádio alto
Uma voz (xiii é aquela voz…!)
Que cagueta personalidade
Do indivíduo quando curte “Transamérica”; “Pan”; “Cidade”
Eu duvido, que esse cara tenha consciência
Coerência, vou mudar de rádio, já tô sem paciência
Depende de cada vivência…
Se ligo o rádio é claro eu tô, sossegado uso e não sou usado
Nem quero ouvir, o som de todo o di-a
Não vou me emba-lar pra mim não dá
E Agora me sai se for zé da músi-ca aqui
Só da-A
Periferia-A…

REFRÃO

[Outro: Helião]
Cê pode acreditar, é pra massificar
É pelo sistema que trabalham as grandes rá-dios
Não tem problema, tem outro esquema
O que interessa é usar a cabeça…

[Verso 4: Sandrão]
É tudo comédia, pois repare que o FM
É sempre uma festa…
Pra ver se disfarça, mas acaba deixando brecha
Pra mim já era, cultura pra mim é bela
Não vou estragar, muito já aprendi com ela
Eu vou explicar:
Aprenda a ter consciência, entenda, compreenda sobre
Sua cultura negra, talvez um dia algo realizará
E se orgulhará de pertencer à periferia…

REFRÃO

[Sandrão]
É LÓ-GI-COOOOOUUU

O que você achou de O Rádio?