Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música Fechamento

[Verso 1: Pedro Qualy & Edi Rock]
Yo, daquele jeito que tu gosta, eu faço
Cola comigo e vamos passo a passo
E ela aprendeu a meu seduzir
E ela sabe se sobressair
Gata, ‘cê tu tá junto, é fogo
Eu perco o fôlego, mas ganho o jogo, e jogo, ganho, pode repitir
Provoca de um jeito que desperta o meu desejo de ir
Não sei explicar, mas sei deixa fluir
A meia luz que é pra ter ver no jeito
Tudo que me envolve, eu vou sempre botar mó fé
Na minha cama de verdade? Oh, não tem essa de verdade!
Mas ‘cê tu quiser prever futuro, tu vai só prever saudade

[Refrão: Pedro Qualy]
O que ela tem de linda, tem de complicada
Foda que essa mina, é fechamento
Entre momento felizes e brigas por nada
Tu faz valer a pena todo sentimento
O que ela tem de linda, tem de complicada
Foda que essa mina, é fechamento
Entre momento felizes e brigas por nada
Tu faz valer a pena todo sentimento

[Verso 2: Edi Rock]
Entre quatro paredes vi
Um espelho, a mulher e uma lingerie
Hoje e amanhã, que ontem eu brisei
Sonhei, busquei, feliz em estar aqui
Silhueta contra a luz ouvindo blues
E um tapete que reluz a sua cruz
É você que me seduz
Jesus, vai ser impossível escapar de morar aqui
Coração se equipando sem estratégia
São igual carcamano sem as regras
E até muçulmanos e kamikazes
Extremistas no que acreditam
Coração e são mestres, são bem capazes
Mensurar afeições, ilusões e frases
Artérias e veias cardiopulmonares
Só cores e valores que ficam

[Refrão: Pedro Qualy & Spinardi, juntos]
O que ela tem de linda, tem de complicada
Foda que essa mina, é fechamento
Entre momento felizes e brigas por nada
Tu faz valer a pena todo sentimento
O que ela tem de linda, tem de complicada, oh, oh, oh
Foda que essa mina, é fechamento
Entre momento felizes e brigas por nada
Tu faz valer a pena todo sentimento

[Verso 3: Spinardi]
Ah, a gente na cama, é cinema
É tipo um filme de Longa-Metragem
Vai ser um poema falando de ti, uma metalinguagem
Mas pra que poema?
Se você prefere quando eu te falo sacanagem
Quero colar na sua pele quem nem tatuagem
Você me pele na ato selvagem
Tô virando lobo, tô ficando louco
Já passou das cinco, fica mais um pouco
Quero devorar sua pele, não a sua carne crua
Somos canibais um do outro
Você tava do meu lado quando o tempo fechou
Hoje o Spinardi chega tarde, tem show
Sempre estilo nível hard, não é speed flow
Mas na cama ele prefere quando eu faço slow

[Verso 4: Spvic]
Prometido com a nave do Star Trek
No mundo sem claquete, essa maquete
Que esconde contato com o plano maior do que o do Kardec, vai virar um re’
Somos fruto da casa e com a sorte eu atraso
Um Startup, vou listar uns tapa, ‘bandonar capa, pra poder deixa o tempo escapar, tá?
Não descarta a opção de ficar pra me acordar com a camisa amassada
Me lembra que essa vida é entrada e saída
De tão séria, acaba engraçada
Sua risada é de safada, não finge que entenda à piada
Só deixei você me usar
Pois adimite que agora, ficou viciada
Pois é menina mais linda, ahn

[Refrão: Pedro Qualy & Spinardi, juntos]
O que ela tem de linda, tem de complicada
Foda que essa mina, é fechamento
Entre momento felizes e brigas por nada
Tu faz valer a pena todo sentimento
Ah, o que ela tem de linda, tem de complicada
Foda que essa mina, é fechamento
Entre momento felizes e brigas por nada
Tu faz valer a pena todo sentimento

O que você achou de Fechamento?