Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música ​auri sacra fames

​[Intro: Os Originais do Samba]
​o ouro afunda no mar
​madeira fica por cima
​ostra nasce do lodo
​gerando pérolas finas
​o ouro afunda no mar
​o ouro afunda no mar

[Verso 1: Tasha]
​hoje acordei com a mente de um vilão
​reuni o meu bonde na missão
​resolvi escutar minha intuição
​hoje nós vai mudar de posição
​de coragem, revolta e munição
​cada um com uma mauser na mão
​de campana ganhando os capitão
​mesma fita vai sair salvo e são
​só não pula na bala do patrão
​isso é justo e essa é que é a questão
​pra vítima nós não tem vocação
​paz no caos de quem não tem opção
​filha da puta sai da frente
​a não ser que cê queira morrer defendendo bens
​de quеm tirou tudo da gente
​quem colhе e quem planta é você
​mas quem engorda é ele
​nós fica sem nada e divide
​tô cansada de ser refém
​hoje é nós que vai render, ãhn
​na contenção, de canhão na mão
​cada um na sua posição
​redobrando a atenção
​hoje nós não perde
​pode vir que nossos traumas nos deixaram brutal
​morte em vida é viver debaixo da sua bota
​miséria é o rastro que vocês deixam onde passam
​negócio de branco é peculato
​produto final de um esquema grande calculado
(o ouro afunda no mar…)
​memória genética, deuses na terra
​biblioteca era só matéria, cara pálida
(o ouro afunda no mar…)
​nova era, novas regras
​nova era, novas regras

[Refrão: Don L]
​auri sacra fames (me contaminou)
​fome do ouro (me contaminou)
​ou, deus lhe perdoe (eu não)
​fome do ouro
​​fome do ouro
​​fome do ouro
​​fome do ouro

[Pós-Refrão: Eddu Ferreira & Terra Preta]
​o ouro afunda no mar
​madeira fica
​o ouro afunda no mar
​madeira fica
​o ouro afunda
​o ouro afunda
​o ouro afunda no mar
​madeira fica

[Verso 2: Tracie]
​quanto tem? quanto vem?
​a minha parte, quanto dá?
​auri, auri, quero barriga cheia, ah
A-aqui tem prato vazio e não enfeita mesa
​eu tô com a febre, eu não quero a cura
​quem tem muita tristeza não enfeita a rua
​sua sorte é que quero só muito
​vocês tavam fodidos se eu quisesse justo
​sagrado, você sangrando (grando)
​todo esse ouro, ouro
​dando de herança o que era dos outros
​e, tenho nada a perder
​tô cansada desses caras viver (pro chão! pro chão!)
​matando e nós só sobreviver
​auri, auri
​então assim que vai ser (vamo, Don!)
​colt mirando em você
​fizemos a boa, ok
​pus nome na bala de Chico Rei
​ouro no santinho, amém

[Ponte: Don L]
​auri sacra fames…

[Interlúdio: Pastor]
“mas essa tarde, é pra valer! eu assumo a aliança! porque eu sei que de hoje em diante, eu farei aquilo que tem que ser feito! tem alguém me ouvindo?”

[Verso 3: Don L]
​foi tanto ouro saqueado
​que ​eu devo tá milionário
(famoso) ​meu nome na boca dos otários
(odiado) de Paraty a Lisboa
(o mais louco) ​procurado
​mesmo assim eu não paro (tô na caça)
​eu tô contaminado (com meus chapas)
​​minha fome é de sangue dos mercenários
​​eles já derramaram (quanto?)
​​muito mais do possa ser reparado
​eles falam de apocalipse
​mas o meu eles já sentenciaram
​a fome do ouro que lhes brilha
​tem litros de sangue em cada grama
​em cada quilo, um extermínio
​um rio que se contamina, uma mata em chamas
​abaixem suas armas (bora!)
​eu só quero os senhores da carruagem
​é o ouro ou bala (tsh-tsh)
​tem um rifle mirando em cada cara
​é melhor não tentarem (mão pro alto)
​considere um naufrágio (perdeu chapa)

[Refrão: Don L]
​auri sacra fames (me contaminou)
​fome do ouro (me contaminou)
​ou, deus lhe perdoe (eu não)
​fome do ouro
​​fome do ouro
​​fome do ouro
​​fome do ouro

[Pós-Refrão: Eddu Ferreira & Terra Preta]
​o ouro afunda no mar
​madeira fica
​o ouro afunda no mar
​madeira fica
​o ouro afunda
​o ouro afunda
​​o ouro afunda no mar
​madeira fica

​[Saída: Os Originais do Samba]
​o ouro afunda no mar
​o ouro afunda no mar

O que você achou de ​auri sacra fames?