Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música Respeito é Pra Quem Tem

[Intro]
Aí, irmão

[Verso 1: Sabotage]
Sou da favela, tô aqui, Sabotage
Tem certos lugares, ligeiro, criminalidade
Eu tô de pé, boom
Não arrisco o pescoço
Dá desgosto, porque, aqui, não tem socorro
É impressionante, é tipo Pirituba na Mirante
Não sou chinês, às vezes fumei, sou fumante
Um câncer da sul, humildade é minha lei
Aqui, Sabotage, não é viagem o que sei
Então, vai, faz, sei que Jesus é a luz
A humildade é que conduz
Pro que o rap reproduz
O crime, sei, não é creme
Eu faço parte, também
Cada lugar, um lugar
Cada lugar, uma lei, ok?
Só não dever para ninguém, porém, eu sei

[Refrão: Sabotage & (Helião)]
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
(É sempre assim, na humildade
No Brooklin, meu fim quase vi, criminalidade
Desfruta, porque rap é o som
Escuta, pois Deus dá o dom
Tem que ser pra vencer, merecer
Guerreiro de verdade)

[Verso 2: Sabotage]
Tá cruel, Deus do céu
Gosto do fel não é doce como mel
Eu vejo um carro, desenvolve a mil e sai (sai, sai, sai)
Pelo que fez, os homens vão atrás
Pôr a mão no fogo pela lei? Não, jamais
Sistema cão
Mandou meu irmão e vários pro jaz
Deixando tantos por aí, tristes, infeliz
Não quero comentar, mas vi, e o que vi não quis
Não deu para interferir, somente redimir
É o fim que está por vir, ti ri
Não desacredite, é o Apocalipse
É o pastor, o herege
Finado Xó, morreu metendo cano, aquele tinha febre
Cabra da peste, aos dezessete, o “dá ou desce”
É, ficou no decanato
Comento o fato até hoje
Relato com o Nonato
Humano, sujeito e bem conceituado
De boa, jão, tô sempre moringando e sei que vou além
Paz, fraternidade, sem tirar ninguém
Mas pode ter certeza
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem

[Refrão: Sabotage & (Helião)]
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
(É sempre assim, na humildade
No Brooklin, meu fim quase vi, criminalidade
Desfruta, porque rap é o som
Escuta, pois Deus dá o dom
Tem que ser pra vencer, merecer
Guerreiro de verdade)

[Verso 3: Sandrão]
E bola logo esse fininho, lembra?
Sentiu firmeza, quero a paz, aprecia o tema
Sem medo de errar
No muro, eu vejo vários caras
Puts, que raiva!
Também, só deixaram falhas em várias áreas
Vou no pião, tô no mundão
Humildade, aqui, pode crer, prevalecer; erro, não
É, Sabotage, seu irmão Deda dizia um montão:
Ligeiro com os homens
Quem tem flagrante, esconde
A casa cai sempre (Woo!)
Maldade já se tem no pente
Opa! Vou pelos becos, se pá desapareço
Pois eu já sei qual é que é
Os tiras entraram numas, revistam até mulher
Tão pro que der e vier, no extremo
Qualquer um é o suspeito
Não têm dó e nem respeito
Negociam qualquer dinheiro
Ninguém pode aguentar, nem Superman
Vi vários manos entrarem, tem pra ninguém
Na detenção, se não achar o seu lugar, sofre também
Aí, ladrão, veja bem
A qualquer quebrada que estiver, é assim também (Ei!)
Respeito é pra quem tem

[Refrão: Sabotage & Sandrão, intercalados]
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Morou, Mauro?

[Verso 4: Sabotage]
Quero ao menos entender, tentar viver a vida
Estrela da periferia brilha à luz divina
Não me safei, perdão, talvez lucrei, ok?
Não sou a bola da vez
Mas vou falar que, sim, já dei uns doizinhos
Tô devagar, tô satisfeito
Trombei meus parceiros de manhã, cedo, lá na rua
Na intenção de um beck com uma seda
Mas, nessa vida, já paguei mó perreio
Nem me viu, atento com tudo e com o nada
É óbvio, nós é nós, pode crer, favela
Sem dar goela, favela

[Verso 5: DBS Gordão Chefe]
How!
Mas se representar, respeitar, tudo bem
Respeito é pra quem tem, humildade, também
É daquele jeito, faça com fé, faça bem feito
Ei, vou depender do seu respeito
Bem atento, rap, tormento
Acorda a mídia, a fúria do DJ que risca
Só louco na pista
DBS e tal, domingão normal
Vejo a fumaça subir, é, vou na moral
Mas capaz de lutar, sou, também
Brooklin-Sul, pode vir, mas respeite, porém
Tem que botar fé na humilde, ok?
Do Veloso ao Quentinho, é lei
Respeito é pra quem tem

[Refrão: Sabotage & (Helião)]
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
Respeito é pra quem tem
Pra quem tem, pra quem tem
(É sempre assim, na humildade
No Brooklin, meu fim quase vi, criminalidade
Desfruta, porque rap é o som
Escuta, pois Deus dá o dom
Tem que ser pra vencer, merecer
Guerreiro de verdade)

O que você achou de Respeito é Pra Quem Tem?