Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música Mó Treta

[Intro]
“Eu sou o Paulo Brown e você curtiu comigo aqui agora Mr. George Clinton & The P-Funk Allstars. Exclusivíssima do seu Odile, Groovin’ Odile. Yeah. E agora virando aqui o álbum, virando o disco aqui nas picapes aqui, chegando um som pesado de uma dupla da pesada também. Thaíde & DJ Hum com um som que eu gosto bastante, ‘Mó Treta’. Se liga aí nessa mensagem aí, depois a gente conversa pra concluir por isso aí, tá certo? Se liga aí! ‘Mó Treta’, Thaíde & DJ Hum.”

[Verso 1: Thaíde]
As coisas que passei na vida deixaram feridas
E me serviram de lição com vocês poderão notar
Nessa ideia que eu vou mandar
Se segura, então, vamos lá
Alguns anos atrás, eu bicho solto demais
Saí da quadra da escola muito louco de cola
Encontrei o meu irmão Domingão
Que hoje é falecido, e falou comigo
“Vamos pegar uma carroça lá no ferro velho e dar um rolê
Na nossa quebrada, apavorar de madrugada”
Eu não pensei duas vezes, era problema eu e ele
Então descemos o buraco do Bacuri em direção à pedreira
Adrenalina na veia, coisa de adolescente, noite aventureira
Quinta-feira fria, de lua cheia
Falando em frio, ponha mais lenha na fogueira

[Refrão: Thaíde]
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Quase que eu rodei
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Quase que eu rodei

[Verso 2: Thaíde]
Nós dois, trocando ideia perto do campinho
Alguém se aproxima, meu mano saca rapidinho
(Quem vem lá?)
É apenas o Jonas
Um maluco que sempre tava na área, tá em casa
“Tô encarquerado, tô vindo do distrito
Descuidaram de mim, então eu dei um perdido
Tá embaçado pra mim, agora eu sou fugitivo
Tô encarquerado, como eu já disse
Preciso do carango pra sair fora pro Edithe, mano”
Depois que disse isso fomos pra uma área vizinha
Mas antes passamos na casa do Zé Galinha
Que liberou dois oitão e um 22
(Adianta seu lado, mas me devolve depois)
Agora a gente tava bem armado
Um com um, um com dois e eu com o meu de embalo
De repente na esquina a gente vê um fuscão
É o que liga, esse tá no jeito, Domingão
Força o quebra vento, deixa a porta aberta
Filma o movimento pra eu fazer a ligação direta
O primeiro que chegar leva um tiro na testa
Foi aí que eu vi que aquilo não era pra mim
Mas a essa altura já não dava pra fugir
Me dei mal, poderia estar me divertindo
Ou então em minha casa sossegado dormindo
Nessa hora eu pensei comigo
(Bem feito, quem mandou querer ser malandro demais
A coisa complicou bastante, e agora como faz?
Sai dessa então se for capaz)

[Refrão]
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Quase que eu rodei
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Mó treta!
(Que que ouve? Diz aí)
Quase que eu rodei

[Verso 3: Thaíde]
Bom, se eu cheguei até ali, não tinha como desistir
O jeito era prosseguir, mas e aí?
O fusca quase furou nosso esquema
Não sei se tava frio, não me lembro qual o problema, me entenda
Entramos no carro, paramos numa rua muito escura e disseram
(Vamos buscar aquele safado)
Entraram numa viela e dali a um pouco
Comecei a ouvir um monte de pipoco
E eu dentro do fuscão com o meu cano na mão
E os mano que não chegava e eu querendo queimar o chão
Até que um veio correndo na frente e o outro atrás mancando
E na bota dos dois uma pá de fulanos sapecando
E eu que não sabia dirigir
Pulei pra trás do banco e me encolhi
Imaginem só o meu sufoco
Um baleado e outro pilotando cheirado
E eu sem ter pra que pedir socorro
Saímos fora rapidinho e fui pra casa muito assustado
Que treta feia eu havia entrado
(Fica esperto menino, essa noite só foi um aviso)
Passado algum tempo, os manos foram pro saco
Fecharam eles de um jeito que não deu pra acreditar
Então parei pra pensar que rumo tomar
Ou ficava nessa ou tentava mudar
Se não tivesse mudado não teria gravado
Meu disco [?] dourado, também seria finado
Não teria coisas tipo assim, como a back spin
Dj Hum e os amigos sinceros que são importantes pra mim
Minha família, minha esposa e filha
Enfim, tudo aquilo que até hoje eu consegui
Se tivesse insistido na parada
Com certeza não estaria aqui

[Refrão: Thaíde]
(Pode crer, é isso aí)
Mó treta
(Pode crer, é isso aí)
Mó treta
(Pode crer, é isso aí)
Mó treta
(Pode crer, é isso aí)
Por isso que eu mudei
(Pode crer, é isso aí)
Mó treta
(Pode crer, é isso aí)
Mó treta
(Pode crer, é isso aí)
Mó treta
(Pode crer, é isso aí)
Por isso que eu mudei

[Saída]
“Yeah, ‘Mó Treta’. Aí o som da pesada da dupla da pesada, Thaíde & DJ Hum, que eu gosto bastante, tá certo? E você que ouviu que ouviu esse som com certeza viajou nas ideias e se ligou que treta não a nada, tá certo então? Atenção, embalistas, caia na real, falou? Legal. Aqui é Paulo Brown e você continua na sintonia certa do seu rádio…”

O que você achou de Mó Treta?