Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música Destinos

[Refrão: Negra Li]
Um caminho trilhado
É um risco, do início
O destino foi traçado
É difícil, é um fato

[Verso 1: Helião]
Nós éramos o inverso
Cada qual do universo
E o destino nos fez se encontrar no deserto
Se o coração não esquece mais a pessoa especial
Faz mudar a trajetória, a atração é fatal
As pessoas comuns, gostamos pelos seus feitos
Especiais, nós amamos mesmo com os defeitos
As comuns fazem bem quando estão com a gente
Especiais nos deixam mal quando estão ausentes
É perigoso, desafio de flertar com o seu sonho
No caminho tortuoso demais, tempo chuvoso
Formoso, mortal, amor de criminoso
Rega suas plantas, seque o pranto, engole o choro
Nas andanças as mudanças irão vir, já perdi
Conto nos dedos, poucas felizes
Antigamente mal fechava as gavetas
Pessoas, lembranças silhuetas
Amizades e tretas

[Refrão: Negra Li]
Um caminho trilhado
É um risco, do início
O destino foi traçado
É difícil, é um fato

[Verso 2: Sandrão]
Os antigos dizem que o destino é um palhaço pintor
Que amar nem sempre é sinônimo de dor
Se expor, sem amor a vida é inútil
Só foge da roda viva os que tem vida fútil
Mergulhar no labirinto igual caçador
Portando a arma da esperança contra o invasor
O medo, que o passado não aponte o dedo em vão
Que o criador, senhor, balance o berço então
Bom, não fique olhando pro chão
Só sertanejo tem dom pra esperar tempo bom
Rá, seja como pensar, vamo
Pensamento é um vento está em todo lugar
Voa, enquanto se chora no banheiro
Alguém na multidão está te vendo, te querendo
Quem hoje tem o fracasso
Fez escolha errada no passado
É o preço do fardo
Então

[Refrão: Negra Li x2]
Um caminho trilhado
É um risco, do início
O destino foi traçado
É difícil, é um fato

[Ponte: Destino]
Sim
Eu sou o destino, seu amigo
Só e, só e
Só espero seu vacilo

[Verso 3: Calado]
Em busca de felicidade você parte
Eu entrego a chave e levanto a onda
A fumaça e a folha voa
Big boss, os donos dos cofres na minha mão
Na garoa o caminhão é a boa
Gimme the fucking money
Mulheres nuas sonham com um montante
Um Absolut e elas vivem um amor a cada instante
Eu provoco a agonia e afasto suas chances
Sua viagem irá durar um segundo desconcertante
(Então não perde o foco porra)

[Verso 4: Criolo]
Quanto de mercúrio tem seu ouro?
Para pra pensar, play play
Qual é seu molho?
Das banca que se tem, vaidade não cai bem
Vai do plexo solar para o chakra de outro alguém
Transcedental não é carne, sangue
É tudo que desejo pro mundo nesse instante
Hálito de zé povin, fede a esgoto
Mulheres merecem respeito, não seja tolo
Porque aqui é favela, é sem boi, é sem deus
É sem tudo que o governo do Estado prometeu
Destino, será que está escrito?
Ou é tudo o que faço da minha vida desde o início?
Vejo a mãe chorar, oremos
À espera de um milagre, a pedra vai derretendo
Os humilhados serão exaltados hoje
Pra todo mal do mundo, jão
Não passo o Dove

[Refrão: Negra Li x2]
Um caminho trilhado
É um risco, do início
O destino foi traçado
É difícil, é um fato

[Outro: Criolo]
(Não)
Porque nada cai do céu
Corações dos homens não são de papel
Nos erros, nas andanças
Nas tretas, nas vinganças
Destino bom pra não chorar
Poucas ideia pra não esticar

O que você achou de Destinos?