Ouça na sua plataforma preferida!
Média

0

10 baseada em 0 votos.
Avalie:
Você ainda não votou.
Aguarde...

Faça o login para votar.

Esta página ainda está sendo preenchida. Encontrou algum erro ou quer nos ajudar a preenchê-la? Manda um salve!

Letra da música Aquela Fé

[Verso 1: Don L]
Minha casa tá uma crack house
As garrafas lembram fases do passado
Trazem frases de uma má fase
Como recados de náufragos
E eu desacreditado
Leio o e-mail de um fã em crise
Dizendo que ia correr igual a mim
Vendendo na esquina
Até o dia de mandar o mundo se foder
E ir embora dali
Ah, que saudade do que eu nunca mais vi
No fundo dos meus olhos
Será mesmo que eu me perdi
Pelos meus caminhos tortos?
Eu tô cheio desse vazio, poluído por corpos
Eu não sou daqui, minha alma é livre
E eu não me comporto
Eu quero minha fé de volta

[Refrão: Eddu Ferreira]
Eu
Dez anos atrás
Eu tenho saudade, uhh
Será que eu consigo lembrar?
Daquela fé
No fundo dos olhos de um velho eu
De um jovem sonhador
Eu

[Verso 2: Don L]
Tem dias que eu acho tudo inútil
Nossa melhor versão é puro ego, fútil
Uma luta contra o mundo
Pra fazer parte do mundo que ‘cê luta contra
O quanto é tudo (fake) vulto
Eu devo tá errado
Eu sou comunista e curto carros
Eu quero vencer e faço amizade com fracassados
Eu quero ser amado
Assumindo quando amo pra caralho
Eu não amo igrejas, quero amar a Cristo
E sempre fui assim, mas, agora, tipo
Eu sinto falta daquele moleque zica
Devoto da santa ignorância
Um moleque insano
Inspirado no irmão que me vendia droga
Eu vendia droga pra uns caras que vendiam drogas
E queria a rima no fone dos crias
Como se cria o vírus
Na empresa que vende a vacina

[Refrão: Eddu Ferreira]
Eu
Dez anos atrás
Eu tenho saudade, uhh
Será que eu consigo lembrar?
Daquela fé
No fundo dos olhos de um velho eu
De um jovem sonhador
Eu

[Verso 3: Don L]
E é real que incitam guerras pra vender as armas
Ocultam a verdade pra vender mentiras (dar as cartas)
Os ricos são os donos do Estado
Que ainda são os filhos dos senhores de escravos
Que dizimaram os índios
Compraram os revolucionários ou mataram
Em nome de um Cristo, como o de Bolsonaro (ao contrário)
Um que não tem amor, ao contrário
Tudo deturpado
Ingenuidade minha, né?
Querer uma Roc-A-Fella no Brasil, olha minha fé
Meus irmãos não fecharam o secundário
Deixaram de ser réu primário e já eram pais
Ou tiveram que segurar um barraco e já era a paz
Um a um, ficaram pra trás
Eu segui a estrada
Como um sobrevivente de guerra
Ou de guerras
Eu quero aquela fé, sem miséria

[Refrão: Eddu Ferreira]
Eu
Dez anos atrás
Eu tenho saudade, uhh
Será que eu consigo lembrar?
Daquela fé
No fundo dos olhos de um velho eu
De um jovem sonhador
Eu

[Interlúdio: Carlos Gallo]
Uma frase muda o fim do filme
Salve, meu chapa

[Verso 4: Carlos Gallo]
Uma frase muda o fim do filme
Li isso numa timeline
Acordo com essas frases e essa ideia me persegue
E essas frases
No trânsito pelo corredor, eu e minhas neuroses
Ninguém tá doando amor
E do que trouxe a paz, outra dose
Admitam, toda verdade absoluta é uma fraude
Embucha outro engodo
Enlouqueci, mas já era tarde
Não deixei terminar a frase, só deixei ir
Vaguei, paguei caro
Sem grana, acordei cedo
Às oito, no trampo, ainda lido com drogas
Nesse trampo do centro
Dividindo um café com um mendigo em trapos
Que canta versos que eu vivi noutro momento
Pra lembrar a fé que viu no camarim
Imagens que falam de mim, noutro tempo
É mais profundo
Então, sem julgamentos vãos
Frases de motivação
Cada um na sua luta
Esse irmão, vida na lata
Lutar nessa situação?
Sinto que preciso ir
Dois anos sem ver meu moleque
“One loaf of bread”
O céu assiste às séries
Se é um filme, eu tô tipo o Constantine
Dedo médio em riste
Uma frase muda o fim do filme
À frente, a morte
Não ser uma fraude
Abutres aplaudem sob o sol forte
Exalta a humildade só
A vida manda ser forte

[Ponte: Don L & Terra Preta]
Uma frase muda o fim do filme
Uma frase muda o fim do filme
Uma frase muda o fim do filme
Uma frase muda o fim do filme
Uma frase muda o fim do filme
Uma frase muda o fim do filme

[Verso 5: Don L & Terra Preta]
Uma frase muda o fim do filme
São tantos caminhos
Tantos desvios
Depois de perder o sentido
Uma frase muda o fim do filme, uhh
Uma frase muda o fim do filme
Mas é interno o maior labirinto
‘Cê tá ligado bem, amigo
De volta ao motivo
Não
De volta ao motivo do motivo
Mil voltas no mundo
Em buscas e buscas
Depois, mais mil voltas em círculos
Um circo, num cerco de insanidade (uhh)
A fim de recuperar o que ‘cê já tinha no início

Sobre Aquela Fé

A música Aquela Fé, de Don L com participação de Nego Gallo, Terra Preta e Eddu Ferreira e produção de Deryck Cabrera e DJ Caique, foi lançada no disco Roteiro para Aïnouz (Vol. 3), em 2017.

O que você achou de Aquela Fé?